07/09 ~ A Orquestra Manouche

07/09 ~ A Orquestra Manouche

Retorna ao palco do Teatro Rival e convida promessas da música carioca

Após sucesso de 2018, ‘A Orquestra Manouche’ se prepara para novo show no icônico Teatro Rival, no feriado de sete de setembro. Dessa vez, a banda performática carioca apresenta seu novo projeto, que promete agradar aos amantes de shows minimalistas: ‘A Pequena Manouche’. A noite contará também com a participação de grandes promessas da cena musical do Rio de Janeiro.

Conduzida por Betto Serrador e Christian Bizzotto, além de mais três músicos multi instrumentistas, o novo formato apresenta sonoridade acústica e intimista. A banda sobe ao palco do Rival após um ano do lançamento de seu primeiro disco homônimo, composto por onze canções. Dessa vez, ‘A Pequena Manouche’ apresenta ao público releituras inéditas do álbum, disponível em todas as plataformas digitais, e espera lotar a casa como no ano anterior.

“Para nós, é um prazer imenso retornar a este palco, um dos mais importantes da cidade. O Teatro Rival faz parte da história da Manouche e sem dúvida é o local perfeito para darmos luz ao projeto que estamos gestando com tanto carinho, ‘A Pequena Manouche’”, conta Betto Serrador.

Influenciada por diferentes movimentos musicais, a banda reúne um mix de expressionismo, folk-rock americano e, claro, o jazz manouche francês, que inspira também o nome do conjunto: no dito idioma, Manouche significa cigano; ausência de fronteiras. Tudo isso sem esquecer o tropicalismo brasileiro, adicionando ainda ritmos como klezmer e a música cigana do leste europeu, que embalam as letras repletas de reflexões lúdicas sobre empatia e liberdade.

Sem fronteiras Em busca de novos desafios, ‘A Orquestra Manouche’ embarcou no projeto ‘Utopias Reais’, espetáculo de teatro musical dirigido por Letícia Medella, apresentando performances cênico-sonoras do álbum da banda. A atração ficou em cartaz no teatro Sesc Copacabana em janeiro de 2019, recebendo mais de três mil pessoas em seu público. Já para o formato show, a peça foi adaptada e deu origem ao concerto ‘Olhos Nus’, que também contou com a formação completa de dez músicos.

Além de presença em diversas casas de shows do Rio de Janeiro, ‘A Orquestra Manouche’ foi uma das convidadas do ‘Festival Tudo é Jazz’, em Belo Horizonte. Agora, o grupo se planeja para rodar o Brasil após apresentação no Teatro Rival: “estamos preparando um circuito de shows por diferentes espaços para apresentar nosso novo projeto e compartilhar aquilo que temos feito com muita energia e amor. Sem dúvidas, o formato reduzido ‘da Orquestra Manouche’ nos ajudará a espalhar a mensagem de empatia e liberdade que carregamos neste álbum”, finaliza Christian Bizzotto.


Serviço

Teatro Rival – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. Data: 07 de setembro (Sábado). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: R$ 70,00 (Inteira), R$ 35,00 (meia-entrada). Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/TeatroRival_Ingressos2GIaEKp  Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. www.www.teatrorivalrefit.com.br. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública e Assinantes O Globo